LEIAM AS LETRAS BRANCAS E VERMELHAS JUNTAS ,DEPOIS SÓ AS VERMELHAS


READ WHITE AND RED LETTERS TOGETHER , THEN ONLY THE RED

Seguidores

New Translator....

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Lambendo um Blues


Lambendo um Blues

Se você quer vai ter rima e o gôsto
Do pau bem grosso, engole o falo
Pois aqui é o moço e marginal tosco


Que vem para lamber a buceta um regalo
Deixando melada e aberta saboreando



Cada parte dela que te afeta, lábios

Dos grandes ao pequeno relevo lavando


Sentira no teu cuzinho língua querendo

Vai ter força e carinho ao extremo um bando
O teu corpo retorcido e teus gemidos a ceder


Pois a tua libido ávida de sexo e prazer
Terá de mim o macho experiente a colher
Na boca que vai sentir ardente e fluente
Nas partes onde nunca visitar teve frente


Tuas coxas sentiram um choque da corrente
Eletrificada da boca mais sedenta e levada
No clitóris quieto, nele vou dar um afeto
Vai querer morar nos meus lábios, beiçada



Para que cresça e fique quente e exibido

Se num toque ele estreitar gozo múltiplo
Vou sim fazer-te de multi utilidade
Deixar cair todo a minha voracidade


Vai saber o que é uma arte de língua
Na tua mais profunda e prazerosa intimidade

Almeida Lucius™
30/08/2011

Para Lou 

sábado, 24 de setembro de 2011

Teus Beijos

Teus Beijos

Tiro meus dedos de você
Me olha
Para de mechupar
Tão bem
Vem senta, me recebe

Dentro de ti
Frente a frente
Sim podes mexer
Assim safada, devagar
Agora olhos nos olhos
Estou no meu lugar
Vou sentir teu movimento
Segurar tuas gostosas
Ancas
Mas sem pressa
Te namorar
Enquanto você executa
Esse maravilhoso e encantado
Trepar
Mas tua boca, não desgrudo
Pois teus beijos são raios

Divinos agudos
Faz de mim único exemplar
De homem feliz em ser
Teu par
Podes gozar, gritando, mexendo
Eu vou agüentar e guardar
Pois muitos dos teus beijos
Que me alimentam
Vou procurar

Almeida Lucius™
24/08/2009

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Ansiedade de macho

Ansiedade de macho

Essa mulher não é do imaginário
Ela tem ou terá peitos ordinários
Delicioso e deixa os mamilos tesos
Quando a camisa branca veste
Cabelos que o sol deixa dourados
E vive na plana cidade fria
Mas guarda dentro da alma e corpo
Todo uma grande folia, a libido
Que nas coxas que gosta de expostas
Se abre a um efêmero ser iludido 
Mas esse desliza a mão pela bunda
Que lhe trás prazeres vagabundos
Ela não precisa aqui ensinar
Pois a paixão vibra e põem o
pau duro 
E neste cuzinho ele vai se espreitar
Sabe bem o pompoar, é arte que ensina
Mesmo que seja na própria cozinha
Mas ela gosta de viver bem e acomodada
Então da o rabo para os meninos 
Assim não se sente mulher explorada
Volta toda trepada e escorrendo foi gozada
Ela sempre diz que é senhora de si
Principalmente quando esta na sociedade
Mas fechou a porta tudo se pode  
Desde que ele a transforme num objeto
Pois ela tem ânsia de corpo juntos
Mas com encaixe rompante
Que a vulva seja lambida e o gozo absorvido
Ela chupa como mestra é fera mas não e engane 
Vai dizer no meio da festa, sai de perto
Pois agora ou dama da mesa
Mas amanhã serei puta e rameira na cama

Almeida Lucius™
21/07/2011 

Para a-Mar 

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Visitante - Visitor - Vizitator - Visiteur